::::: Central Sul de Jornais ::::: O MAIOR PORTAL DE JORNAIS :::::
 
::::: Central Sul de Jornais ::::: O MAIOR PORTAL DE JORNAIS :::::
Região das Missões
 
Escolha a cidade ou região para localizar
Jornais, Rádios, Prefeituras e ver notícias locais.
 
 












  A - | A +
Região das Missões
09/05/2016    Fonte: Jornal das Missões / Santo Ângelo  
RURAL
Vacinação contra febre aftosa deve ser feita durante mês de maio

Com o começo do mês de maio, iniciou também o prazo para a vacinação contra a febre aftosa em todo o Estado do Rio Grande do Sul, que segue até o dia 31 de maio. Esta etapa engloba a vacinação de bovídeos, ou seja, de bovinos e de búfalos, independentemente de sexo ou faixa etária.
Conforme o chefe da Inspetoria Veterinária de Santo Ângelo, Luiz Claudio Coutinho, as vacinas estão sendo fornecidas pelo Estado para os produtores que têm até 10 cabeças de gado registradas junto às inspetorias veterinárias do Rio Grande do Sul. "Aqueles que tiverem acima dessa quantia, devem se dirigir às casas credenciadas para a venda da vacina e adquirir as doses suficientes para a imunização de seus animais.
Após, a nota fiscal deve ser trazida até a Inspetoria Veterinária, de preferência na mesma semana que for realizada a aquisição dos imunológicos", explica.
A vacinação, regulamentada por leis estaduais e federais, é obrigatória e tem o custo de R$ 2 por animal, mesmo sendo doada. "Dos que recebem as vacinas, é nosso papel aplicar a vacina. No interior, nós seguiremos trabalhando com os vacinadores comunitários, que devem passar nas casas dos produtores, conforme relação da Inspetoria Veterinária para aplicação. Alguns rincões ainda não conseguimos vacinadores, que é o caso do Lageado das Pombas e Restinga Seca, mas essas comunidades serão avisadas com antecedência de como proceder", destacou.

PERDA DO PRAZO GERA MULTA:

Após o encerramento do prazo para vacinação, mesmo que o implemento tenha sido comprado, o produtor tem cinco dias para entregar a nota que comprova a vacinação para a Inspetoria, pois "se não o fizer, ele deverá ser multado e autuado. Também gera multa a não apresentação da nota fiscal no seu nome junto à Ispetoria Veterinária", acrescenta Coutinho.
Aqueles que forem adquirir as vacinas em casas veterinárias, é importante ficar atento a alguns cuidados com as vacinas. "É necessário estar munido de caixa ou bolsa térmica com gelo o suficiente para resgatar as vacinas e levar até o seu domicílio para aplicação. Ela deve ser conservada na temperatura ente 2° e 8º até ser aplicada".
Em Santo Ângelo, as casas registradas que estão aptos para vender os medicamentos são a Comercial Lopes (Avenida Brasil), Fogo de Chão (7 Povos das Missões), Tio Bili (7 de Setembro) e a Vitagro (Marechal Floriano). Coutinho alerta para que os produtores não deixem para fazer a aquisição das vacinas nas últimas semanas, já que as agropecuárias estão trabalhando com estoque reduzido.


       

Leia Também:

 

::::: Central Sul de Jornais ::::: O MAIOR PORTAL DE JORNAIS :::::


::::: Central Sul de Jornais ::::: O MAIOR PORTAL DE JORNAIS :::::

 

Central Sul de Jornais - Todos os direitos reservados